Simone Evangelista Cunha

perfil_lab
Apresentação

Mestranda do Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal Fluminense e graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, pesquisa temas relacionados a cultura digital, disputas simbólicas e sonoridades.

E-mail para contato: si.evangelista1@gmail.com

Título provisório da dissertação de mestrado:

Tá dominado? Uma análise sobre a circulação de valores e práticas culturais no YouTube a partir das múltiplas representações do funk carioca na rede

Resumo:
Compreendendo o YouTube enquanto um sistema cultural intermediado que faz parte do cenário contemporâneo da mídia de massa e tem influência sobre a cultura popular (BURGESS e GREEN, 2009), a pesquisa parte do questionamento acerca da compreensão sobre os processos que levam determinados vídeos relacionados ao funk carioca a se tornarem populares no ambiente de circulação do portal. Trata-se, afinal, de descobrir como tais produções se enquadram no que Burgess e Green (2009) classificam de “YouTubidade”, ou a cultura própria do YouTube.

Palavras-chave: disputas simbólicas, representações, funk carioca, YouTube.

Artigos publicados:

Gaiolas da Cabeçudas e Gaiola das Popozudas: uma análise sobre a representatividade e os conflitos do funk carioca no YouTube (Anais do XXXV Intercom)

Um batidão para chamar de seu Usos e apropriações do funk carioca no YouTube (Anais do V CONECO)

O batidão no YouTube: disputas simbólicas em torno do funk carioca na rede a partir do exemplo do grupo Os Avassaladores (resumo publicado nos anais do VI Simpósio Nacional da ABCiber)